'H&T - Turismo e Hotelaria no Contexto da Acessibilidade', com um Prefácio de Augusto Cury, é publicado pela Editora do CCTA da Universidade Federal da Paraíba

por Ana Magyar — publicado 11/07/2018 20h15

 

O livro 'H&T - Turismo e Hotelaria no Contexto da Acessibilidade' organizado pelo Grupo de Cultura e Estudos em Turismo (GCET), ligado ao Departamento de Turismo e Hotelaria (DTH) do Centro de Comunicação, Turismo e Artes (CCTA) da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) em parceria com a UNIFUTURO (Faculdade de Ensino Superior do Nordeste) aborda temáticas que têm em comum a acessibilidade no contexto do turismo e da hotelaria. Assim, apresenta estudos teóricos e empíricos que conjugam diversos setores do conhecimento.

A Constituição Federal do Brasil, em seu Artigo 5°, afirma que todas as pessoas são iguais perante a lei, não havendo distinções de qualquer natureza. Tanto brasileiros quanto estrangeiros residentes no país possuem o inviolável direito à vida, igualdade, segurança e propriedade. Assim, a acessibilidade pode ser entendida como um mecanismo para assegurar o preceito constitucional da igualdade. No Brasil, há várias leis e decretos que estabelecem normas de acessibilidade e garantem os direitos das pessoas com deficiência.

Neste contexto, o presente capítulo teve como objetivo geral co-nhecer as condições de acessibilidade para a terceira idade de um importante patrimônio cultural da cidade de João Pessoa: o Theatro Santa Ro-za. Para atender a esse propósito realizou-se um estudo bibliográfico, exploratório e descritivo com pesquisa de campo, que possibilitou verifi-car as condições de acessibilidade. De forma geral, o teatro apresenta condições de acessibilidade para os idosos, tanto na parte externa no que se refere à calçada, às entradas e ao pátio externo, como internamente, com ressalva para os camarotes cujo acesso só é possível mediante o uso de uma escada íngreme que dificulta ou até mesmo impede pessoas que apresentam alguma dificuldade de mobilidade. Uma reforma visando à acessibilidade seria interessante, mas teria de ser submetida a um estudo de forma a verificar as alterações possíveis sem impactar na estrutura do patrimônio tombado.

VANZELLA, Elídio
BRAMBILLA, Adriana
SILVA, Márcia Félix
organizadores
Formato: 17 x 24 cm
Nº de Páginas: 289 pp.
Peso: 480